Jiboia

Classificação Científica

Reino

Animalia

Filo

Chordata

Classe

Reptilia

Ordem

Squamata

Família

Pythonidae

Descrição

Python sebae natalensis é uma espécie não-venenosa encontrada na África sub-saarianae,e é encontrada no sul de Moçambique, Zimbabwé, Botswana, norte da Namíbia, Suazilândia e África do Sul (norte de KwaZulu-Natal, Mpumalanga e Limpopo). Ela está presente numa grande variedade de habitats, incluindo savana e floresta de várzea.

 

É uma das maiores cobras do mundo e a maior de África, aproximando-se a 20 pés de comprimento.

 

Ao contrário da maioria das serpentes, as fêmeas protegem activamente os seus filhotes até duas semanas após terem eclodido a partir dos seus ovos. A reprodução ocorre na primavera e conseguem pôr até 100 ovos de uma vez. Os filhotes medem entre 45-60 cm e são idênticos aos adultos, excepto com mais cores contrastantes.

 

A Jiboia é um predador emboscada e um alimentador oportunista. Ela irá consumir quase todo o animal transversalmente. Jiboias jovens alimentam-se principalmente de pequenos roedores, o que torna as cobras juvenis populares com agricultores locais para a redução das espécies prejudiciais às culturas, como a rato-da-cana. No entanto, os adultos são capazes de se alimentar de grandes presas, incluindo jovens crocodilos, cabritos, gazelas, javalis e até mesmo os seres humanos, tornando-os muito perigosos. Embora esta espécie possa facilmente matar um humano adulto, os ataques são raros. O último caso conhecido em que uma pessoa foi comida ocorreu na África do Sul em 2002, a vítima era uma criança de 10 anos de idade.